09/02/2008

ESBOÇOS DE ALEGRIA


Meu papel no mundo não é carbono.
Pois meu sangue em cada gota tem poesia.
O coração é meu
e ao mesmo tempo não tem dona.
Vai delirando a cada esboço de alegria...
"O anel que tú me deste",era prata e não enferrujou.
Mas meu sonho de repente oxidou.
Lac

3 comentários:

berenice disse...

Seus poemas são demais!!
Passando só pra dar um oi!

Bjs

rita disse...

AMEI

ritamagal disse...

AMEI